Como usar rel nofollow nos Links dos Blogs

Nossa opinião sobre como usar rel=nofollow para links. Dicas para escrever a tag rel=nofollow nos links dos blogs que citamos em nossos artigos diários.

Eu passei algumas horas ontem à tarde lendo o que alguns blogueiros escrevem sobre os atributos rel=dofollow e rel=nofollow.

Posso dizer que concordo com algumas opiniões, mas discordo de outras.

Argumento para discordar

Meu argumento para discordar de muitos blogueiros é a definição de links nofollow encontrada no livro digital “Guia de Otimização para Mecanismos de Pesquisa”, do Google.

O livro do Google traz um capítulo com este título: “Tenha em conta rel=nofollow para links”.

Os autores do livro ensinam:

“Definir o valor do atributo rel de um link como nofollow diz ao Google que determinado link em seu site não deve ser seguido ou passar a reputação da sua página para as páginas vinculadas a ela.”

Como criar link nofollow

“Para criar um link nofollow, basta incluir rel=nofollow dentro da tag âncora do link.”
Devemos fazer assim quando nossa meta for incluir rel=nofollow num link:

<a href=”http://www.blogdomeuamigo” rel=”nofollow” title=”Blog do meu Amigo” >Blog do meu Amigo</a>

O Google diz: “Se você aponta um link para um site que você não confia e para o qual não quer passar a reputação do seu site, use nofollow.”

como usar rel nofollow

Aí, na sequência, explicam quando isso seria útil. Seria útil nas seguintes condições:

  • Se o seu site tem um blog cujos comentários sejam públicos.

Ou seja, todos os que visitam seu site (caso ele tenha um blog anexo) comentam nesse blog. Só que os autores desses comentários escrevem links para blogs de autoria deles ou não. Eles podem ainda anexar links de blogs malignos, que distribuem vírus. Blogs que distribuem produtos piratas.

Também sites que compartilham listas de e-mails, contrários à política do Google. Visto que o autor do comentário pode ligá-lo a qualquer blog que ele queira. Ele é livre para fazer isso. E o blogueiro, por mais esperto que seja, jamais saberá que o site cujo link foi deixado no comentário é confiável. Nesse caso, o link nofollow é indicado. Como proteção do blog.

Link do Blog A para o Blog B

Por exemplo, o autor do blog A comenta em seu blog e em vez de escrever o link do blog A. escreve o link do blog B. Lembrando que o blog B não é dele. E talvez seja um blog com conteúdo que você repudia. Por exemplo, de download, erótico, de discussão acalorada sobre ataques de grupos.

Vamos a um exemplo prático:

Suponhamos que você escreva sobre dicas para ganhar dinheiro na internet. Mas o blog B publica artigos sobre pesca esportiva. Você detesta pesca esportiva. Rsrs! Portanto, não quer compartilhar prestígio de seu blog com o blog dele. Mas o autor do blog B deixa um comentário em seu blog, e você quer manter o comentário dele. Use rel=nofollow.

Notamos que nada tem a ver um conteúdo de seu blog com o do outro.

A menos que o autor de um blog não se preocupe com links que ligam o blog dele a blogs de desconhecidos. Mas, nesse caso, o blog dele fica vulnerável e será alvo de punição do Google. Por quê? Porque compartilha links infectos ou maliciosos. Esse sim é motivo de punição.

É claro que o ideal seria que blog de determinado nicho só recebesse comentários de blogs do mesmo nicho. Mas na prática, sabemos que não acontece assim. Pois os visitantes chegam às páginas da internet de várias maneiras. Uma delas é por meio dos buscadores.

Caso os comentários de seu blog sejam públicos, isto é, qualquer pessoa comenta, use o atributo rel=nofollow.

O Google explica que blogs com sessões para comentários são altamente suscetíveis a comentários spam.
Sabemos disso pela prática de uso do WordPress.

Barrar comentários spam 

Todavia, para barrar os comentários spam, temos às mãos o excelente plugin Akismet. Esse plugin cerca ou seja, reúne todos os comentários de autores duvidosos e os colocam numa caixa de spam.

Nosso trabalho diário é acessar a caixa de spams e analisar os comentários que estão nela. Considere ler nosso artigo Como deletar comentários spam do blog WordPress.

Os autores dos comentários spam não visitam o blog. Eles disparam comentários por meio de websites criados especialmente para esse fim. São vários sites que distribuem links de blogs, principalmente internacionais.

Caso o autor do blog que recebe tais comentários os aceite, cria backlinks em seu blog para blogs desconhecidos. Isto é, blog que ele ainda não visitou e com certeza nunca os visitará. Por quê? Porque são muitos. E se fizer isso o blogueiros gastará seu tempo visitando blogs.

É bom ficar claro que muitas vezes alguns comentários deixados pelos visitantes do nosso blog vão parar na caixa de spam. Nesse caso, o autor do blog pode aprova-lo. Principalmente se ele já conhece o blog que aparece no link do comentário.

Logo, aplicar a tag nofollow nos links adicionados nos comentários de seu blog impede que você passe a reputação que conseguiu durante anos a usuários duvidosos.

No entanto, nesse livro, o Google deixa claro que podemos usar a tag dofollow quando quisermos. Por exemplo, se escrevo um artigo sobre metablogs, citando o blog de um conhecido. O blog de alguém que visito com regularidade, posso usar a tag dofollow.

Do mesmo modo, posso permitir a tag dofollow nos comentários deixados por usuários donos de blogs personalizados. Usuários que publicam artigos sobre o mesmo nicho do meu blog. Enfim, de usuários que eu realmente conheço – virtualmente falando -, e sei que são honestos e leais.

Exemplo do comerciante que indica outras lojas

Um exemplo grosseiro disse seria como eu ter uma loja e enviar o comprador de um produto que eu não vendo à loja de meu amigo, que vende tal produto. E não à loja de um lojista desconhecido. De quem ouço falar mal.

Nesse caso, ainda que meu cliente pergunte: “Posso comprar na loja de fulano?” O tal que não recomendo, por saber que pratica mutreta, responderei: “Prefiro que você compre na loja do meu amigo. Tenho certeza de que ele não enganará você”.

Espero que o exemplo acima ajude a esclarecer a prática do uso da tag nofollow.

Links externos 

Por outro lado, se o blogueiro adiciona a tag rel nofollow a todos os links externos de seu blog, mostra claramente que não recomenda ninguém. Seria como se só o blog dele fosse idôneo. Só o blog dele merecesse reputação. Lembrando que seu blog conseguiu esse status por conta dos links dofollow que recebeu de outros blogs.

Ou seja, outros blogs recomendam o blog dele como confiável, de boa índole, de boa reputação. Porém, o blog dele não recomenda ninguém. Isso seria egoísmo!

Voltando ao exemplo do lojista, aconteceria de muitos lojistas recomendar a loja dele. Mas ele não recomendar lojas de ninguém. Ele lojista recebe clientes enviados por seus concorrentes. Mas não envia clientes a nenhum deles.

Com o tempo seus concorrentes descobrirão essa falta de consideração. Adivinhe o que farão? Deixarão de enviar clientes à loja desse lojista ambicioso, que quer tudo para si. Agindo assim, com o passar do tempo, ele descobrirá que novos clientes não chegam a sua loja. Por quê?

Simplesmente porque os lojistas concorrentes não mais enviam clientes à loja dele.

Devemos ter certeza de que com blogs aconteçam a mesma coisa. Isto é, você cita o artigo que leu no blog de Frangispaldo (inventei esse nome agora). Você quer citar esse artigo em seu blog e escreve um link para o artigo que está no blog de Frangispaldo.

Mas sabe que Frangispaldo não envia link dofollow a nenhum blog, muito menos ao seu. Ou seja, o blog dele não recomenda nenhum blog como confiável. O que você fará? Escreverá a tag nofollow no link de Frangispaldo. Com isso você diz: recomendo o artigo dele, mas não passo reputação ao blog dele.

Bem, isso é o que entendo por intermédio da leitura do livro digital do Google: “Guia de Otimização para Mecanismos de Pesquisa”.

E você, o que acha do uso da tag nofollow? Você usa essa tag em todos os links externos de seu blog? Por quê? Escreva sua opinião nos comentários. Vamos discutir sobre esse assunto, de modo que aprendemos mais com seus conhecimentos.

Muito obrigado por assinar o
Feed do Blog Ganhar Dinheiro Legal

9 Comentários para "Como usar rel nofollow nos Links dos Blogs"

  1. Houve uma época em que os spams na seção de comentários dos blogs era bem maior do que hoje. Isto fazia parte de uma estratégia de backlinks. A finalidade maior era a simples criação de links apontando para os sites dos spammers, potencializando artificialmente o aumento dos pageranks destes sites. Em 2005 o Google criou o atributo nofollow para combater esta prática. Atualmente todas as plataformas de blogs vêem com o nofollow implantando nos seus sistemas de comentários. Inclusive o WordPress.

    • Sem dúvida, mas ainda assim os comentários spams aparecem bastante.

      Eu descobri que existem sites que vendem listas de e-mails:

      divulgaemail
      busquemail
      kitsucesso
      emailship

      Será que vale a pena comprar listas de e-mails? Você sabe como de fato funciona esse serviço?

      Abraços

  2. Olá J.Guimaraes,

    Excelente dica, muitos ainda não sabem diferenciar um link dofollow e um nofollow e acredito que seu artigo será de grande valia para todos que tem um projeto online e pretendem ganhar dinheiro com os mesmos.

    Abraços!

    • Olá Rafael

      Eu acho que por não saberem diferenciar links dofollow e nofollow surge o medo constante e grande sobre punição do Google.

      O pior é que os próprios sites do Google ganham links nofollow dos blogueiros, como se os sites deles não merecessem recomendações.

      Muito obrigado por sua visita e comentário.

  3. Olá Jota,

    Parabéns pelo seu artigo, muito bem escrito e altamente informativo. Para mim, foi a melhor explicação sobre dofollow e nofollow da blogosfera.

    Abraços

    • Fico contente que você gostou, Antonio Alves.

      Tenho pesquisado sobre esse assunto porque leio muitas informações controversas, diferentes dos tutoriais do Google.

      As ideias são tantas que a gente fica sem saber se todos falam verdade e o Google mente.

      Ou, se o Google mente para enganar alguém que pensa igual a mim.

      Feliz Ano Novo

      Sucesso em 2013

Olá! Deixe uma resposta sobre o artigo que acabou de ler! Nós a responderemos em breve.