Dicas para consumir sem se endividar – Como viver sem dívidas

Dicas para consumir sem se endividar. Disciplina para aprender a gastar o dinheiro que ganha com sabedoria, sem entrar em dívidas desnecessárias.

O ano novo começou, a alegria chegou, mas muitos estão preocupados com os acontecimentos do dia-a-dia.

Infelizmente, muitas pessoas têm perdido emprego neste início do ano. Seja porque as empresas encerram atividades ou diminuem seu quadro de funcionários.

Dicas para consumir sem se endividar

gastar-dinheiro-sem-endividar

Vou transcrever neste post algumas dicas que encontrei numa revista de finanças que recebo bimestralmente. Darei o crédito à revista no rodapé deste artigo.

1. Evite compras parceladas

As compras parceladas só são boas no momento em que assinamos o contrato. Depois disso, chegamos em casa, experimentamos o produto e nos perguntamos: Por que comprei isso?

Eu me fiz a pergunta acima quando comprei um ventilador de teto e descobri que não seria possível mantê-lo no teto da casa onde eu morava. Motivo: a laje da casa não era tão resistente assim para aguentar o aparelho rodando e trepidando.

Também quando comprei um processador de frutas e descobri que o liquidificador presta serviço quase semelhante. Enfim, foram compras no cartão de crédito que se juntaram às outras e acumularem juros para eu pagar mais tarde.

2. Defina metas de poupança

Esse item é muito importante. Gastar tudo o que ganha mensalmente é uma loucura tão grande como subir numa árvore e não saber como descer dela.

Algumas pessoas afirmam que o brasileiro não tem hábito de poupar dinheiro. Não dê atenção a essa afirmativa e comece a poupar o quanto antes. Só mais tarde você verá a vantagem desse ato.

É claro que não devemos viver com sovinice. Assim do tipo “não posso gastar nada porque preciso guardar dinheiro”. Conhecemos muita gente assim que usa esse artifício para viver pegando dinheiro emprestado para nunca mais pagar.

3. Faça diferente

Economize para os compromissos do ano seguinte. Guarde uma parcela de dinheiro para gastar com material escolar no ano seguinte. Eu sempre gostei de fazer isso. Faça assim também. Você verá como será fácil comprar produtos da lista sem entrar em contas parceladas.

Faça isso ainda pensando nas próximas festas. Você sabe, cada festa exige mais de nós. Tem de comprar isto e aquilo. O dinheiro parece que não chega nunca.

Guardando dinheiro para ocasiões especiais é muito mais louvável do que pegar emprestado na hora da necessidade.

4. Verifique qualidade do produto

Comprar é bom. Mas comprar aquilo que realmente funciona é mais bom ainda.

Portanto, compare preço e qualidade do produto que deseja comprar. Nada de comprar o primeiro que vê.

Afinal, como dizia meu chefe: “Uma forma de ganhar dinheiro é deixar de gastar aquilo que logo mais será supérfluo”.

5. Disciplina e paciência

Ter disciplina é muito importante em tudo o que fazemos. Ter paciência também para aguardar o momento oportuno também.

Portanto, antes de gastar dinheiro faça uma lista de tudo o que precisa comprar. Depois risque os itens que podem ser comprados mais tarde. Uso essa estratégia e te recomendo, porque funciona.

Mantenho essa disciplina com os blogs também. Por exemplo, só agora vou comprar um template para um blog que criei há tempos.

Tudo o que você acha que tem de comprar hoje pode esperar até amanhã ou depois de amanhã. Pense nisso!

Não viva acorrentado nas dívidas!

Sucesso!

José Guimarães

Quando me perguntam: "Você acredita que é possível ganhar dinheiro na internet"? Eu respondo imediatamente "Sim", porque eu ganho. Daí eu explico em minutos que ganho dinheiro vendendo produtos na rede. Tudo o que eu preciso fazer é escrever um texto que convença a pessoa a clicar num anúncio e comprar o produto. Só isso! O dinheiro vai para minha conta online e eu o transfiro para minha conta bancária, onde o recebo dias depois. Mas não dá para alguém deixar um emprego real e se aventurar na internet. Isso serve para quem gosta de ler, escrever, "fuçar" na internet e aprender cada vez mais. Pois o trabalho é cansativo e exige muita disciplina, dedicação e persistência.

2 comentários em “Dicas para consumir sem se endividar – Como viver sem dívidas

  1. Olá José, sou eu de novo.
    Este seu blog é muito gostoso de ler, estou aproveitando tudo o que você escreve.
    Eu tive uma experiência muito amarga com endividamentos, perdi centenas de noites de sono. Eu só consegui mudar a minha vida a partir do momento em que comecei a viver apenas com o que ganhava e aprendi a poupar. Em seis anos eu consegui a minha casa própria que vale hoje mais de duzentos mil, isso ganhando pouco mais de um salário minimo por mês. Mas, sempre que me apertava, eu preferia vender sorvestes no carrinho durante os finais de semana à pedir qualquer empréstimo. Mas tudo isso valeu a pena, hoje eu tenho o meu próprio negócio, tenho a renda que sempre sonhei e ainda tenho algumas economias.

    Valeu pela dica e tenha muito sucesso.

    1. Puxa vida Eurípedes!

      Seu comentário é mais que um depoimento. Vale um post do blog.
      Hoje em dia milhões de pessoas estão entregando dinheiro a empresários e ao governo.
      Elas compram tudo o que veem e ainda jogam na loteria para ganhar dinheiro. Com isso perde mais ainda.
      Dá pra acreditar que o governo arrecadou de imposto só este ano 200 milhões de reais?
      Eu também entrei em dívidas e estou mudando meu estilo de vida.
      É difícil se livrar de cartões de crédito e cheque especial, porque a gente ficou viciado neles.
      Mas estou aprendendo, embora o mais difícil seja convencer a família.

      Muito obrigado pela visita e comentário;

Olá! Deixe uma resposta sobre o artigo que acabou de ler! Nós a responderemos em breve.